quarta-feira, 25 de agosto de 2010

no fim das contas,

tudo o que precisamos mesmo é estar próximos de alguém. Então, essa coisa, de manter  distância e fingir não se importar com ninguem é na verdade um monte de abobrinha. Então, nós vamos e escolhemos de quem queremos ficar perto, e continuamos perto dos nossos "escolhidos". não importa o quanto nós os magoamos, ou vice e versa as pessoas que estão contigo no fim são aquelas que vale a pena manter. E claro, às vezes o perto pode ser perto demais. Mas às vezes essa invasão do espaço pessoal pode ser exatamente tudo o que precisamos.

Um comentário:

Izabella N. disse...

exatamente tudo . é sua perfeita AAH '