sábado, 2 de julho de 2011

Relíquias, lembranças, saudade, amor, ETERNIDADE. RBD HASTA LA MUERTE.

                               

Ps: eu era feia desse jeito, porque essas fotos fazem uns 3,4 anos. (Não que eu seja bonita hoje em dia, mas melhorou kkk)

                 

Sabem, eu agradeço MUITO mesmo a Deus, por ter nascido em uma época, onde tive a oportunidade, de conhecer, viver, amar, ser Rebelde.

                             
                                                                    2008

Meus filhos, meus netos, as próximas gerações, quem nasceu um pouco depois, não teve a mesma oportunidade e nunca vai ter. Nunca vão sentir o que eu senti, quando vi a primeira chamada de Rebelde no SBT, com a minha eterna Mia Colucci achando 'gordurinhas' onde não existiam, com aquela estrela linda na testa, na época, de cabelo castanho e franjão, e logo falei "Eu sou essa aí" kkk.

                            

                    

Como sinto saudade, de chegar da escola e sem nem trocar o uniforme, correr pra tv, e chorar por todos, especialmente pela Mia sempre que magoavam ela, porque afinal eu era uma criança e não sabia diferenciar ao certo personagem de pessoa, e tudo que eu sempre quis, foi vê-los sorrir, vê-los felizes.

                     
                 

Lançamento dos primeiros CDS, show, aquela loucura toda, que  todos nós sabemos bem, meu pai comprando Cards, revistas, posters, CDS, pra mim, escondido da minha mãe, que implicou muuuuuuuuuuuito com o meu maior vício, com a minha maior paixão.

             
   
               

Eu sinto muita saudade, de ir pra escola, com a estrelinha na testa, de dizer que era a Mia, de colecionar cards, ir na banca de revista comprar tudo de novo que aparecia, saudade dos 1093098439039 grupos da escola, da rua, da igreja, que usavam o "uniforme Rebelde" e dançavam a coreografia mais amada do momento. 3 anos, 3 anos de sonho, de amadurecimento, crescimento, amor que a cada dia só crescia, recordes, orgulho, felicidade, quanta felicidade.

                  
                       
                 

Esse, foi o melhor show da minha vida, na Esplanda dos Ministérios, gratuito no dia do aniversário de Brasília, 21/04/2008;


             

Eu me lembro milimetricamente de cada detalhe, eu e a Lorrany SOZINHAS em frente ao palco as 10:00 da manhã, enquanto as outras pessoas, andavam, comiam, curtiam outros shows, e nós ficamos lá, firmes e fortes, no sol quente, sem dinheiro, sem água, sem comida, com vontade de fazer xixi.

                

E foi assim que nós ficamos até as 15:00, quando já era imensurável a quantidade de pessoas, que tinham naquele lugar, a quantidade de gente que chorava, que gritava, que cantava. E quando eles entraram no palco, perfeitos, perfeitos, meu deus, eles realmente existiam...

                 

Tudo que eu consegui fazer foi chorar, durante o show todo, arrisquei cantar algumas letras, mas chorava muito mais que cantava. O choro era incontrolável, molhou minha roupa toda, e não é exagero. Eu nunca fiquei tão arrepiada e por tanto tempo em toda a minha vida.

           

Eu me lembro da carta de 3 km, que eu e a Lorrany fizemos, e quando jogamos ela no palco, e ela caiu ao lado da Anahí, não ninguém nunca vai ter noção do que foi ter ficado praticamente a menos de 5 metros da Anahí, nós estávamos bem na frente, e no exato momento da carta ela disse "nunca deixa de acreditar que podemos mudar o mundo porque podemos, sim. A mágica está dentro do nosso coração" e em seguida cantaram "No pares.
                     
                    
                             
                         
                                     

É imensurável a alegria, o amor transbordando, o turbilhão de sentimentos e emoções sentidos, e dedicados á aqueles que ensinaram meu coração a amar. RBD, meus primeiros ídolos, meus eternos ídolos. O fim, o fim foi tão difícil pra mim, não quero ser egoísta, não que não tenha sido difícil para todos os outros milhões de fãs, eu sei que foi, mas pra ninguém foi mais difícil do que pra mim, porque pra mim é difícil até hoje, e vai ser até o último dia da minha vida. Eu não sei lidar com finais, não sei, RBD acabou, 1 ano depois do meu pai morrer, foi uma desmoronação completa do meu mundo. Eu nunca vou esquecê-los, pois eles vivem em mim, sempre. Eu os levo dentro da minha alma, e do meu coração sempre, e eu não tenho vergonha de chorar quando ouço uma música, revejo um vídeo, ou simplesmente sinto saudades, não importa onde eu esteja, nem com quem. Eu não tenho vergonha de admitir que sinto saudades, que me fazem falta todo dia, que eu daria tudo, por mais um segundo de RBD.

                             

Que se eu pudesse reviver, amaria-os ainda mais, e aproveitaria o dobro a existência daqueles que foram os donos dos meus sorrisos, dos meus choros, das minhas preocupações, do meu amor confuso de criança/pré-adolescente, daqueles que cresceram comigo, e quem sem dúvidas me tornaram uma pessoa melhor. Ainda é estranho, triste, confuso, ver as pessoas que os 'amaram' comigo, na febre "RebeldeMania" dizerem 'nossa, voce ainda gosta disso ? ' ou ' eu gostava de rebelde, vergonha eterna' ou simplesmente aqueles que não se lembram mais, que não se importam mais, que não sabem mais quem são vocês, que não tem vocês nem se quer como uma boa lembrança.
                           

Por outro lado, me sinto feliz, por fazer parte da parcela, que ama exatamente como antes, minto, amo aindo mais, porque vocês não são meu passado. Aliás, não só meu passado, são meu passado, mas são meu presente, e são meu futuro e vão ser pra sempre. Porque o que foi amor de verdade um dia, não se acaba nunca, e eu lutarei por vocês eternamente,
Minha Anahí, minha Dulce, meu Alfonso, minha Maitê, meu Christopher e meu Christian, seeeeeeempre ! ♥

            

                                               A metade do meu coração,
                 

                                                         Minhas divas.
                      

                  

                                                           Nunca vai ter fim.

11 comentários:

lorrany disse...

to chorando, tudo perfeito, tudo contigo, saudade dms, minha anahi eterna s2

lari bueno. disse...

aí mais que dor no coração

carol alves Ferreira disse...

eu sei exatamente oq vc ta dizendo sinto a mesma coisa e sempre vou sentir amo d+ todos eles

dulce roberta disse...

xorando mt :´(

Anônimo disse...

ñ paro de chorar buaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa volta rbd

Vitória Almeida disse...

Meu Deus!!! eu tava lendo e lembrando de td dos shows,das musicas,dele juntos...Essa concerteza foi a melhor epoca.Que Saudades deles juntos.Na epoca eu tinha 6 anos e hj tenho 12.Muitas pessoas que amavam falam nossa vc ainda gosta disso!!!Não tem como não amar RBD.To chorando aki :( :(

Robson bittencour disse...

não tive a oportunidade de vivenciar esses momentos pois na época que passava eu era pequena,mais agora com a reprise do sbt eu estou podendo entender o pouco o amor dos fãs por essa novela e essa banda

Robson bittencour disse...

love RBD

Anônimo disse...

Rbd volta rbd por favor sim?

Anônimo disse...

Nossa faça minha suas palavras, até hoje eu os amo!! É impressionante como eles marcaram minha vida! beeeijos..

na época eu tinha 13 pra 14 .. kkkkk , hoje tenho 19 e faço 20 no final do ano! com certeza eles foram e são importantes para mim! Liih Sowliverr.

Anônimo disse...

amor sem limites,
ontem, hoje e amanhã.