segunda-feira, 15 de agosto de 2011

GENERACIÓN RBD.

     
 

Eu 'sou apenas uma entre um montão', apenas mais uma que ama com todas as forças do coração, apenas mais uma  voz rouca que grita por vocês, apenas mais um olhar triste que chora de saudade, eu queria que conhecessem ao menos uma parte de mim, queria que conhecessem a parte que os ama loucamente, a parte que já fez tantas coisas, quis fazer tanta outras, a parte que já perdeu a conta de quanto lhes ama e de quantas vezes chorou ouvindo uma de suas músicas, do bem que fez ir aos shows de vocês, do quanto pulou, e chorou nos ditos shows, ou do quanto gritou de felicidade ao ouvir uma de suas músicas em 1° lugar nas rádios, de quantas loucuras já fez por vocês, pra ver vocês, de quantas vezes agarrou a mão da Anahí e não quis soltar nunca mais, de quantas vezes implorou por uma palheta, pulseira ou autógrafo, de quantas vezes ficou com raiva das outras fãs que conseguiam gritar mais alto e dizer que amavam mais, de quantas vezes pisaram no meu pé durantes os shows, de quantas vezes eu fiquei com sede, cansada, com dor no corpo inteiro, com medo da minha mãe me matar, mas não sai da fila para vê-los depois das apresentações, de quantas revistas eu comprei porque lá estava escrito “entrevista exclusiva”, de quantos mil adesivos de estrelinha eu grudei na testa, pra levar a minha eterna "Mia Colucci" comigo pra qualquer lugar, de quantas mil vezes eu fiz o impossivel para ir em um show, de quantas vezes eu chorei implorando para o segurança me deixar entrar no camarim, de quantas vezes eu quis encontrá-los na rua, de quantas vezes eu ouvi o cd de vocês, de quantas vezes cantei a mesma música sem parar, de quantas vezes eu rezei e pedi a Deus para que cuidasse bem de vocês, de quantas vezes assisti aos seus vídeos, de quantas vezes cantei embaixo do chuveiro suas músicas, de quantas vezes comprei roupas que nem gostava muito só para poder ficar mais parecida com vocês, de quantas vezes quis contratar um detetive para descobrir os seus números de celular, de quantas fotos tremidas tirei nos shows, de quantas vezes discuti por vocês, de quantas lágrimas derramei ao vê-los, de quantas vezes pensei em vocês como pessoas tão sublimes que chegavam a não ser humanas, de quantas vezes fiquei rouca de tanto cantar as músicas, já perdi a conta de quantas vezes eu gritei “TE AMO”, e de quantas vezes sussurrei para mim mesmo “amo vocês, muito e não importa o que os outros digam eu sempre vou amar”, já perdi a conta de tudo que senti, de tudo que eu quis, do tanto que fiz, faço e sempre farei por vocês. Já perdi a conta também de quantas vezes eu quis dizer tudo isso para vocês. Hoje eu percebo que nada foi em vão, que cada momento foi único e inesquecivel e que isso me ajudou a crescer, me ajudou a ser quem sou hoje, se eu pudesse voltar ao passado faria tudo de novo, porque cada gota de suor, cada lágrima, cada riso valeu a pena. Vocês são incriveis e merecem cada aplauso, cada elogio, cada prêmios que receberam e eu ainda os amo muito e sempre vou amar. Eu cheguei a pensar que quando a frebre passasse e eu ficasse mais velha  esqueceria de todo esse amor mas eu vi que não é assim, eu vi que a cada dia e que quanto mais eu cresço mais aumenta o meu amor. São 3 anos sem vocês, e só quem viveu esse sonho sabe como foi doloroso acordar, como é doloroso acordar todos os dias e saber que não vai haver mais nada, se fosse pra fizer algo eu diria GRACIAS. GRACIAS a Anahí por ter me ensinado a acreditar, por ter me feito crer, por ter me dado fé, por ter sido minha luz nos dias escuros, por ser a minha estrelinha até hoje, por ter feito de mim uma pessoa melhor, por ter me ensinado coisas que levo comigo sempre, por ter sido a minha força nos momentos de fraqueza, por ter me feito crescer, por me ensinar a lutar e não deixar nunca que a magia morra, não deixar nunca de ser criança. GRACIAS a Dulce María por ter me ensinado a sonhar, por ter me dado esperança, por me mostrar que sempre há um caminho, por  ter me feito acreditar nos meus sonhos e amar o que acredito. GRACIAS a Alfonso por ter me ensinado a lutar pela paz, a ter tolerância, a acreditar na amizade, a transformar meus desejos em realidade. GRACIAS a Christopher que me ensinou a aproveitar a vida e nunca deixar para amanhã o que se pode fazer hoje, que me ensinou a deixar sem medo que saibam dos meus sentimentos. GRACIAS a Christian por pregar a igualdade, por me ensinar que não se deve julgar, que se deve abstrair o preconceito do coração, da mente, da vida, o meu muito obrigada por me ensinar a viver sem medo. GRACIAS a Maitê por me mostrar que o amor nunca acaba se o buscarmos com fé dentro dos nossos corações, por me ensinar a deixar o medo de lado, por me mostrar que podemos ser quem nós quisermos, se tivermos fé. GRACIAS ao RBD por terem dado a vida para cantar pra nós, por terem nos ensinado tanto, por terem deixado de lado suas coisas, para nos fazer sorrir, obrigada aos meus seis anjos, por terem me salvado tantas vezes, obrigada por terem existido na minha vida, por terem feito de mim durante anos, a garota mais completa do mundo, meus sinceros agradecimentos simplesmente por eles serem quem são.
GeneraciónRBD HASTA LA MUERTE

2 comentários:

Anônimo disse...

de tudo que eu li sobre rbd hoje isso foi o mais lindo.

lari bueno. disse...

MARAVILHOSO AMIGA, SÓ VOCÊ MESMO. LINDOOOOOOOO *-*